Início / Notícias / Contribuintes pagam R$ 1 tri em impostos

Contribuintes pagam R$ 1 tri em impostos

Contribuintes pagam R$ 1 tri em impostosOs contribuintes já destinaram R$ 1 trilhão aos cofres dos governos federal, estaduais e municipais em 2014. O impostômetro instalado em frente à Faculdade Maurício de Nassau, em João Pessoa, registrou ontem, 15 dias mais cedo do que em 2013, a marca com 17 dígitos.

O Brasil tem uma das maiores cargas tributárias do planeta e para o coordenador de Pós-graduação em MBA em Controladoria e Finanças da Faculdade Maurício de Nassau, em João Pessoa, Wellington Barbosa, os gestores públicos não revertem a arrecadação como deveriam para a sociedade.

Para acompanhar o montante de imposto desembolsado pelo povo, o impostômetro todo ano recomeça a contagem no dia primeiro de janeiro e segue até o último dia de dezembro de cada ano.

Assim, é possível acompanhar a evolução dos tributos arrecadados no país. Em 2013, a marca de R$ 1 trilhão em impostos pagos pelo povo só foi registrada no dia 27 de agosto.

“Este valor que chegou mais cedo este ano significa dizer que a população está pagando mais impostos. Em tese, quanto maior a arrecadação, mais melhorias revertidas para a população em serviços como saúde e educação. Mas no Brasil, por conta da má gestão pública, não é isso que acontece. Além de não ter o retorno do imposto pago, o povo tem perda do poder de compra”, destacou Wellington Barbosa.

De acordo com ele, a alta carga tributária ainda desestimula a formalidade das empresas e aumenta a inadimplência das pessoas jurídicas.

“Então não temos nada o que comemorar, porque no Brasil o aumento na arrecadação não traz pontos positivos para a sociedade. Queremos que as pessoas fiquem mais atentas às taxas que pagam em cada produto porque a cegueira da população dá mais espaço para a má gestão pública. Todos devem questionar a qualidade do serviço e serem mais conscientes”, desabafou Barbosa.

A evolução dos tributos pagos pode ser acompanhada no http://www.impostometro.com.br/ e em João Pessoa a Faculdade Maurício de Nassau também dispõe do equipamento impostômetro.

Uma das formas de alertar a população sobre os tributos embutidos em cada produto, é a Lei nº12.741/12 – ‘Lei De Olho no Imposto’ – que determina a divulgação dos tributos nas notas e cupons fiscais, tornando pública a carga tributária ao consumidor. A lei entrou em vigor em dezembro de 2012, mas sem medidas punitivas.

As penalidades passariam a vigorar em 9 de junho, mas pela segunda vez a sanção foi prorrogada para janeiro de 2015.

Para o advogado tributarista Flawbert Farias Guedes Pinheiro, coordenador da Pós-graduação em Gestão Tributária, Trabalhista e Previdenciária da Faculdade Maurício de Nassau, unidade de João Pessoa, a população precisa se mobilizar, no sentido de exigir que o discurso da reforma tributária saia do papel e que realmente ocorra.

“O povo precisa, também, lutar por leis mais rígidas no combate à corrupção. E, sobretudo, escolher bem os seus representantes políticos”, destacou.

Jornal da Paraíba

Sobre Redação Clip PB

Fundado em Dezembro de 2013, o Portal Clip PB é uma revista eletrônica online sediada em Campina Grande (PB), e tem como principal objetivo manter os internautas paraibanos informados com as notícias do Estado primando sempre pela qualidade, rapidez e imparcialidade dos fatos.

Powered by keepvid themefull earn money

Redação Clip PB

Olá! Em que podemos te ajudar?

Olá! Em que podemos te ajudar?

ENTER para iniciar