Início / Notícias / Paraíba / Detran intensifica ações da Operação Lei Seca neste fim de ano

Detran intensifica ações da Operação Lei Seca neste fim de ano

Detran intensifica ações da Operação Lei Seca neste fim de anoO Departamento Estadual de Trânsito (Detran) intensifica as ações da Operação Lei Seca a partir desta terça-feira (30) com o objetivo de prevenir acidentes por conta do grande fluxo de veículos neste fim de ano. Em pontos estratégicos de João Pessoa e em outras cidades com grande movimentação, equipes do Detran estarão a postos para coibir o uso de bebida alcoólica pelos condutores. De acordo com o chefe da Divisão de Policiamento de Trânsito do órgão, César Urach, parte dessas ações contempla a Operação Verão, cujo objetivo é prevenir acidentes em praias com grande movimentação de banhistas.

César Urach ressalta que a grande meta dessas ações é preservar a vida das pessoas. “Sabemos que, com as festas de fim de ano, que coincidem com o período de férias, o número de pessoas no nosso estado aumenta significativamente. Com isso, aumenta também o fluxo de veículos e, se não houver consciência, as possibilidades de acidentes. É para, acima de tudo, conscientizar a população, que nossas equipes vão estar nos pontos de maior movimentação da Paraíba para coibir a mistura álcool e direção, responsável em grande parte pelos acidentes”, afirmou.

Além da Operação Lei Seca, o Detran fiscaliza desrespeito às leis do Código de Trânsito Brasileiro em praias com grande fluxo de banhistas. “Sabemos que, durante esse período, aumenta muito o número de pessoas em nossas praias e, por consequência, também o número de desrespeitos às leis de trânsito. Para evitar acidentes é que desenvolvemos a Operação Verão, que deve durar até o fim de janeiro”, esclareceu.

Em praias como Camboinha, na cidade de Cabedelo, ainda é constante o número de infrações como a invasão de veículos no espaço destinado a banhistas, ainda de acordo com César Urach. “Tem diminuído muito esse tipo de infração, mas ainda nos preocupa. Como as nossas praias ficam lotadas nessa época, infrações desse tipo podem causar acidentes ainda mais”, destacou. “Por isso, estamos também de olho em nossas praias para que tanto os paraibanos quanto os turistas possam desfrutar o verão no nosso estado com a maior tranquilidade possível”, completou.

Lei Seca no fim de semana – Durante o fim de semana, período compreendido entre a sexta-feira (26) e o domingo (28), o Detran realizou em João Pessoa e na cidade de Cabedelo 435 abordagens. Segundo o chefe da Divisão de Policiamento do órgão, foram realizados 455 testes de alcoolemia – bafômetro –, dos quais nove foram considerados positivos por constatação ou recusa.

Foram aplicados ainda 42 autos de infração por diversas irregularidades, como ausência da Carteira Nacional de Habilitação. O número de veículos removidos chegou a sete. Segundo César Urach, três deles foram apreendidos na Praia de Camboinha, trafegando na areia em que estavam vários banhistas.

O chefe da Divisão de Policiamento do Detran comemora a relação entre o número de casos de alcoolemia – por recusa ou constatação – e o de testes realizados. “Realizamos 455 testes, incluindo os dados da Operação Verão, e só foram constatados nove casos de embriaguez ao volante. Gostaríamos que não houvesse nenhum caso, mas podemos afirmar, sem nenhuma dúvida, que o objetivo do Detran, que é preservar a vida do cidadão paraibano, vem sendo alcançado de forma satisfatória. Há bem pouco tempo, realizamos 86 testes, dos quais 22 foram considerados positivos para alcoolemia”, explicou.

Punições – Para César Urach, o número reduzido de casos de embriaguez ao volante se deve às punições previstas no Código Brasileiro de Trânsito. “Claro que a população tem se conscientizado. Mas, pelo menos na minha opinião, podemos dizer que as punições previstas têm feito o nosso motorista pensar muito bem antes de assumir o volante alcoolizado”, ponderou.

O dono do veículo em que for pego um condutor dirigindo alcoolizado deverá pagar uma multa de R$ 1.930, e o condutor do veículo deverá responder a um processo administrativo para a cassação da Carteira de Habilitação por um ano. Em caso de reincidência, o dono do veículo pagará uma multa de R$ 3.860 e o condutor responderá a um processo administrativo para a cassação da habilitação por dois anos. “É necessário lembrar que a multa não vai para o condutor, e sim para o veículo”, finalizou César Urach.

Da Redação com SECOM/PB

Sobre Redação Clip PB

Fundado em Dezembro de 2013, o Portal Clip PB é uma revista eletrônica online sediada em Campina Grande (PB), e tem como principal objetivo manter os internautas paraibanos informados com as notícias do Estado primando sempre pela qualidade, rapidez e imparcialidade dos fatos.

Powered by keepvid themefull earn money

Redação Clip PB

Olá! Em que podemos te ajudar?

Olá! Em que podemos te ajudar?

ENTER para iniciar