Início / Notícias / 7,3% dos paraibanos se declaram fumantes

7,3% dos paraibanos se declaram fumantes

7,3% dos paraibanos se declaram fumantesO percentual de adultos fumantes em João Pessoa registrou uma queda de mais da metade nos últimos 7 anos, segundo dados divulgados na pesquisa de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel 2013).

O levantamento constatou que no ano passado, 7,3% da população pessoense acima de 18 anos é fumante, enquanto o índice em 2006 era igual a 15,9%. De acordo com especialistas, o tabagismo é um dos principais fatores de risco para a ocorrência de câncer de pulmão e conforme o conjunto de estimativas de câncer de traqueia, brônquio e pulmão, do Instituto Nacional de Câncer (Inca), neste ano, ocorrerão 70 novos casos na capital.

Dos novos casos da doença estimados para João Pessoa, 40 ocorrerão em homens, cuja taxa bruta de incidência é de 12,8% por 100 mil habitantes, e 30 em mulheres (8,4% por 100 mil/habitantes).

A redução do percentual de fumantes entre 2006 e 2013 na capital paraibana segue a tendência nacional, que teve uma queda de 28% no total de fumantes entre a população brasileira acima de 18 anos. Em relação às capitais, com os 7,3% dos adultos fumantes, João Pessoa aparece em quinto lugar com o menor percentual de adeptos do cigarro, ficando atrás apenas de Fortaleza (7,2%), Manaus (7%), Natal (6,2%) e Palmas (5,7%).

Já o ato de fumar é mais presente em Porto Alegre, com 16,5% da população adulta.

O Ministério da Saúde alerta que o tabagismo aumenta o risco de morbimortalidade por doenças coronarianas, hipertensão arterial, acidente vascular encefálico, bronquite, enfisema e câncer.

O flanelinha Francisco Honorato, 46 anos, convivia com um primo fumante e adquiriu o mesmo hábito. Ele confessou ter buscado o médico, mas mesmo assim ainda não abandonou o vício. “Já fumo há oito anos. Fiz uns exames há um tempo, mas como não deu em nada, continuei fumando. Sei que com o passar do tempo posso desenvolver algum problema de saúde, mas daqui para lá, eu paro”, disse.

Para o pneumologista Edivaldo Medeiros, o tabagismo ainda representa a principal causa de câncer de pulmão, uma vez que em cada dez casos, nove estão relacionadas ao hábito de fumar. “Homens e mulheres correm risco maior de morrer de doenças respiratórias, quando fumam, assim como de desenvolverem o câncer de pulmão, que geralmente é assintomático, mas em estágios avançados o paciente pode apresentar tosse, escarro sanguinolento (com sangue) e perda de peso”, afirmou.

PROGRAMA TENTA COMBATER O VÍCIO

A assessoria de comunicação da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) informou que em João Pessoa há um programa desenvolvido em parceria com o Ministério da Saúde, voltado às pessoas interessadas a parar de fumar. O serviço é oferecido nos cinco Centros de Atenção integrada à Saúde (Cais), localizados nos bairros Jaguaribe, Mandacaru, Cristo Redentor, Rangel e Mangabeira.

Nesses locais, o paciente encontra uma equipe multiprofissional, formada por médicos, enfermeiros, nutricionistas e psicólogos, que fazem o diagnosticado e, então, inicia o tratamento do fumante, que pode incluir sessões psicológicas, acompanhamento médico, uso de medicamentos para combater a dependência da nicotina e até de gomas de mascar e adesivos que inibem o desejo de fumar.

Jornal da Paraíba

Sobre Redação Clip PB

Fundado em Dezembro de 2013, o Portal Clip PB é uma revista eletrônica online sediada em Campina Grande (PB), e tem como principal objetivo manter os internautas paraibanos informados com as notícias do Estado primando sempre pela qualidade, rapidez e imparcialidade dos fatos.

Verifique também

Deputados participam de entrega de reforma em escolas estaduais em João Pessoa

O presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), Gervásio Maia, participou nesta sexta-feira (10), da …

Powered by keepvid themefull earn money

Redação Clip PB

Olá! Em que podemos te ajudar?

Olá! Em que podemos te ajudar?

ENTER para iniciar