Início / Notícias / Do cemitério à boemia, Boninas vira palco cultural de Campina Grande

Do cemitério à boemia, Boninas vira palco cultural de Campina Grande

Do cemitério à boemia, Boninas vira palco cultural de Campina GrandeUm antigo cemitério que se tornou reduto da boemia e depois área de armazéns, as Boninas são o mais novo centro da agenda artística de Campina Grande. No ano do sesquicentenário da Rainha da Borborema, um projeto com apresentações musicais revitaliza a vida cultural da região.

Em seu livro ‘História de Campina Grande’, o médico, historiador e ex-prefeito da cidade, Elpídio de Almeida, relatou a destruição do local. Por volta de 1856, quando a então Vila Nova da Rainha tinha pouco mais de 17.900 habitantes, uma epidemia de cólera deixou 1,5 mil mortos, entre cidadãos livres e escravos. A epidemia retornou em 1862, vitimando mais 318 campinenses.

Vários terrenos foram improvisados para receber os mortos, incluindo a área das Boninas. O chamado “Cemitério Velho” funcionou até 1895-97, quando foi construído o Cemitério Nossa Senhora do Carmo, no alto da rua da Areia (atual rua João Pessoa) – conhecido como Cemitério do Monte Santo.

Em 1899, o terreno já se encontrava sem espaço para abertura de novas covas. Com a criação do novo local, o Cemitério Velho passou a ficar fechado e abandonado, passando a ser invadido. No ano de 1931, toda a área foi leiloada e foi arrematado o antigo cemitério de Campina Grande. No local, foram construídos galpões, garagens e oficinas.

Posteriormente, a área dos galpões, entre as décadas de 1930 a 1950, foi cenário de alguns dos principais bares e cabarés de Campina Grande, estabelecimentos que de modo geral não tinham horário para abrir ou fechar. A partir do início da década de 60, o movimento boêmio no Largo das Boninas foi aos poucos sendo abandonado e substituído pelo entretenimento em clubes de lazer, de funcionamento apenas diurno.

De acordo com o secretário de Cultura do município, Lula Cabral, o objetivo da nova proposta é trazer à tona a memória boêmia da área e reaproveitar o espaço para dar oportunidade aos artistas campinenses. O projeto ‘Campina de Outrora – Palco de Arte e Cultura’ acontece no último sábado de cada mês.

A ideia é realizar shows gratuitos na área cultural das Boninas, eventos que já acontecem desde agosto na Praça Evaldo do Ó. As apresentações são mensais, sempre no último sábado de cada mês, sem intervir no comércio local. “Queremos reviver as noites boêmias dessa cidade, que eram aqui no Largo das Boninas. Temos também a abertura de uma gama de atividades musicais para os artistas da terra, que só tinham palco durante o São João”, destacou o secretário Lula Cabral.

Uma campanha realizada nos dias dos shows visa arrecadar verba para a construção de um palco para promoção de apresentações nos bairros de Campina Grande. “O palco móvel será um patrimônio da cidade e da sociedade em geral. Além de apresentações artísticas, esperamos que o ‘Cultura Mambembe’ (nome dado ao palco móvel que será adquirido) sirva, também, para levar noções de cidadania à população, com ações de conscientização sobre os recursos naturais, saúde e educação”, disse.

Na primeira intervenção cultural, em 29 de agosto, o palco recebeu shows de Lily Arnaud, Sanfonata, Bossa Jazz Band, Eloisa Olinto, Biliu de Campina e Duduta e seu Regional. No dia 27 de setembro, um tributo ao rock apresentou as bandas Anjos Dourados, Across The Beatles, Albatroz, Delito, Incógnita e Over Point; além da Bossa Jazz, realizando um passeio pelas principais ruas centrais da cidade.

Devido ao segundo turno das Eleições 2014 para Governo do Estado e Presidência da República, a terceira edição do projeto não acontece este mês e foi adiada para o dia 29 de novembro, com um tributo à Música Popular Brasileira (MPB). Ainda não foram divulgados os artistas que vão se apresentar.

G1 Paraíba

Sobre Redação Clip PB

Fundado em Dezembro de 2013, o Portal Clip PB é uma revista eletrônica online sediada em Campina Grande (PB), e tem como principal objetivo manter os internautas paraibanos informados com as notícias do Estado primando sempre pela qualidade, rapidez e imparcialidade dos fatos.

Verifique também

TRF4 mantém bloqueio de R$ 16 milhões de Lula no caso triplex

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), de Porto Alegre, negou nesta terça-feira, 28, …

Powered by keepvid themefull earn money

Redação Clip PB

Olá! Em que podemos te ajudar?

Olá! Em que podemos te ajudar?

ENTER para iniciar