Início / Notícias / Cidades / Em CG: Servidores da STTP denunciam e provam existência de indústria de multas

Em CG: Servidores da STTP denunciam e provam existência de indústria de multas

Em CG: Servidores da STTP denunciam e provam existência de indústria de multasServidores da Superintendência de Trânsito e Transportes Públicos (STTP) de Campina Grande, obviamente não identificados temendo represálias, enviaram farta documentação para a redação d’A PALAVRA denunciando o que eles próprios classificam de “uma absurda indústria de multas que está acontecendo na superintendência devido a atos administrativos e gerenciais que estão colocando a população da cidade refém desse órgão”.

A denúncia dá conta da formação de um grupo de aproximadamente 10 (dez) agentes de trânsito, onde o gerente de trânsito, Patrício Barros, seria líder e mentor.

O esquema funciona da seguinte forma, segundo o relato que A PALAVRA recebeu:

– O gerente alicia alguns agentes de transito (todos novatos), oferecendo vantagens como fazer muitas horas extras, plantões em eventos, escalas tranquilas em viaturas, posições privilegiadas na STTP e até mesmo gratificações e promoções, sempre entre o mesmo grupo. – – Em troca, o grupo tem que realizar uma verdadeira caçada aos mototaxistas clandestinos e veículos alternativos, como também multar em demasia diariamente qualquer tipo de infração e sem nenhum critério. A maioria dessas multas seriam fabricadas atrás de um birô.

– Nos casos dos clandestinos, as empresas de ônibus mandam semanalmente à STTP fotos e listas de placas de veículos que supostamente realizam o transporte clandestino. Essas listas entram em uma relação onde já existem outras placas identificadas pelo grupo, e diariamente sem nenhum critério escolhem várias placas dessa lista e multas são preenchidas como se aqueles veículos tivessem sido flagrados realizando o transporte ilegal de passageiros.

– Esses agentes andam juntos em uma viatura, onde os mesmos apelidaram de “CAVEIRÃO” e Inclusive multam na covardia, sem deixar a via rosa para evitar abordar os condutores. Muitas vezes eles saem filmando e fotografando no anonimato e depois vão para dentro da sala da gerencia de transito para preencher as multas até mesmo fora do turno de trabalho, pois tem agentes que trabalham no turno da manhã e vão no turno da tarde só para ficar preenchendo multas e receber hora extra.

– O gerente de trânsito Patrício Barros, mesmo sem usar farda, é o que mais faz essas notificações. O absurdo é tão grande que um dos exemplos do que acontece é que ele escolhe um local aleatório e preenche cerca de 50 (CINQUENTA) multas, todas com diferença de 3 a 5 minutos de uma para outra, com o mesmo enquadramento (TRANSPORTE ILEGAL DE PASSAGEIRO) e coloca na observação que todos foram abordados. Depois de todas as multas preenchidas ele arranca as vias rosas dos talões, rasga e simplesmente joga no lixo da própria instituição.

– Tem Agentes desse grupo que trabalham no turno da manhã e à tarde ficam na sala da gerência apenas preenchendo multas aleatoriamente.

– Como essas multas são realizadas entre esse grupo e sem nenhum controle é comum acontecer erros gritantes, como um único veículo receber duas multas iguais no mesmo dia, horário e local, feita pelo mesmo agente ou agentes diferentes. Existem casos de um único veículo ter sido multado cinco vezes em um único dia, todas feita pelo gerente de trânsito Patrício, outros três vezes, duas vezes e assim vai.

– Tem pessoas que compraram alguns desses veículos que pertenciam aos que praticavam essas atividades. Estão recebendo as multas e estão sem entender o que está acontecendo, achando até que a placa de seu veículo está sendo clonada. Tem multas que um agente preenche em um talão protocolado por outro agente e casos que o gerente assina a multa em talão de outro e vice versa.

– O superintendente atual, José Marques, tem total conhecimento do que está acontecendo na instituição, pois essa prática ganhou força e foi intensificada com a saída de Vicente de Paula e a sua chegada em janeiro de 2014 à Superintendência da STTP. Há quem diga dentro do órgão que sua chegada foi estratégica, com o objetivo de aumentar a arrecadação por multas, sendo bastante fazer um comparativo por período entre os anos que facilmente isso é comprovado.

– O superintendente acoberta o esquema, inclusive mandou retirar das multas a matrícula dos agentes de trânsito, pois os agentes que não concordam com o que está acontecendo no órgão, que são a maioria, identificava as matrículas de que estavam cometendo esses absurdos e a retirada foi uma forma de esconder o caso.

– Os agentes que não concordam com essas atitudes encontram-se acuados e com medo de perseguições ou até mesmo perder o emprego, pois alguns que já tentaram se manifestar sobre o assunto foram ameaçados com possíveis aberturas de processos administrativos e são colocados nas piores escalas de serviço.

– O Código Brasileiro de Trânsito é claro ao determinar que o dinheiro proveniente das multas deve ser aplicado exclusivamente em serviços de sinalização, engenharia de tráfego e de campo, policiamento, fiscalização e educação de trânsito.  Cabe ao Ministério Público Estadual a partir da farta documentação em anexo investigar e punir os responsáveis por essa indústria da multa na cidade.

A editoria d’A PALAVRA decidiu publicar o relato na forma como ele chegou à redação, uma vez que a documentação anexada deixa claro que ela é de fato autêntica e somente poderia estar em poder de alguém que trabalha e tem privilegiado acesso a todos os dados do órgão.

A PALAVRA limita-se a publicar a denúncia e não entra, por enquanto, no mérito da intrigante questão, que deve ser devidamente esclarecida e apurada inclusive pela autoridade maior do Município, o prefeito Romero Rodrigues.

A Palavra Online

Sobre Redação Clip PB

Fundado em Dezembro de 2013, o Portal Clip PB é uma revista eletrônica online sediada em Campina Grande (PB), e tem como principal objetivo manter os internautas paraibanos informados com as notícias do Estado primando sempre pela qualidade, rapidez e imparcialidade dos fatos.

Verifique também

Deputados participam de entrega de reforma em escolas estaduais em João Pessoa

O presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), Gervásio Maia, participou nesta sexta-feira (10), da …

Powered by keepvid themefull earn money

Redação Clip PB

Olá! Em que podemos te ajudar?

Olá! Em que podemos te ajudar?

ENTER para iniciar