Início / Notícias / PB registra queda de quase mil postos de trabalho com carteira assinada em janeiro

PB registra queda de quase mil postos de trabalho com carteira assinada em janeiro

Em janeiro deste ano, o saldo do estoque de empregos com carteira assinada na Paraíba foi negativo, ou seja, o Estado demitiu mais do que empregou. Segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), divulgados ontem, a Paraíba perdeu 951 postos de trabalho, sendo a segunda menor perda no ranking regional.

O número representa uma queda de 0,22% em relação ao estoque de assalariados com carteira assinada do mês anterior. Todos os estados do Nordeste tiveram saldo negativo no mês passado, sendo que o Sergipe teve a menor perda (-379). No Brasil, foram registradas, no primeiro mês do ano, 1.600.94 admissões contra 1681.868 desligamentos. Na Paraíba, os setores que tiveram as maiores perdas, contribuindo, assim, para o saldo negativo no Caged de janeiro, foram Comércio (-533 postos) e Serviços (-207 postos).

Segundo o levantamento do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), considerando a série ajustada, que incorpora as informações declaradas fora do prazo, no acumulado dos últimos doze meses, o montante de empregos gerados atingiu 13.954 postos de trabalho, correspondendo a um aumento de 3,41%. Ao avaliar a série histórica que acompanha os dados do emprego formal no País, desde 2003 a Paraíba teve somente quatro janeiros com saldo de estoque de assalariados positivos (2008, 2010, 2012 e 2014), contra nove saldos negativos.

Dentre os meses positivos, o que mais teve geração de emprego foi em 2014, com a criação de 1.065 postos de trabalho. Por sua vez, o pior janeiro da série história na Paraíba foi em 2007, com a eliminação de 6.403 vagas. A perda de 951 postos de trabalho com carteira assinada em janeiro deste ano representa a segunda menor da série histórica, ficando atrás apenas de janeiro de 2009, quando foram registradas 290 perdas no estoque do Estado.

No mês passado, segundo o Caged, os setores que tiveram os maiores saldos negativos foram Comércio (-533), com variação de -0,51% em relação ao estoque de assalariados do mês anterior; Serviços (-207), com variação de -0,13%; Construção civil (-161), com variação de -0,30%; Agropecuária (-143), com variação de -1,07%; Serviços Industriais de Utilidade Pública (-18), com variação de -0,23%; e Extrativa Mineral (-14), com variação de -0,90% em relação ao estoque de empregados com carteira assinada no mês anterior. Apesar de tantas perdas, houve setores que mais geraram empregos do que perderam, resultando, assim, num saldo positivo em janeiro deste ano.

A Indústria da Transformação teve saldo de 124 empregos gerados no período, uma variação de 0,15% em relação ao mês anterior. A Administra- ção Pública também teve saldo positivo, com a geração de um emprego em relação ao estoque de assalariados, uma expansão de 0,02% na comparação com dezembro de 2014.

Correio da Paraíba

Sobre Redação Clip PB

Fundado em Dezembro de 2013, o Portal Clip PB é uma revista eletrônica online sediada em Campina Grande (PB), e tem como principal objetivo manter os internautas paraibanos informados com as notícias do Estado primando sempre pela qualidade, rapidez e imparcialidade dos fatos.

Verifique também

Deputados participam de autorização de obras na cidade de Rio Tinto

O presidente da Assembléia Legislativa da Paraíba, Gervásio Maia, participou, ao lado do governador Ricardo …

Powered by keepvid themefull earn money

Redação Clip PB

Olá! Em que podemos te ajudar?

Olá! Em que podemos te ajudar?

ENTER para iniciar